FINEP homenageia a CERTI, a WEG e o presidente da FAPESC, Sergio Gargioni.

21/06/2017 10:30

A CERTI (Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras) foi uma das 12 organizações nacionais homenageadas pela Finep –  Financiadora de Estudos e Projetos, no evento que marcou os 50 anos de atividades relacionadas ao fomento à Ciência, Tecnologia e Inovação no país daquela instituição de fomento, nesta segunda-feira. Na ocasião, também foi homenageada a empresa catarinense WEG, e entre as 12 personalidades do setor prestigiadas, estava o presidente da FAPESC, Sergio Gargioni. No evento, que aconteceu no Museu do Amanhã e contou com a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, a Finep lançou selo e carimbo alusivos à data.

O Superintendente Geral da CERTI, José Eduardo Fiates, destacou a importância da parceria com a Finep, desde a criação da instituição catarinense. “Em 30 anos de relacionamento com a Finep, a CERTI executou 96 projetos que envolveram R$ 141 milhões em valores atualizados, dos quais R$ 81 milhões diretamente aplicados na CERTI em infraestrutura laboratorial, capacitação e modernização e desenvolvimento de projetos para empresas, e R$ 60 milhões transferidos diretamente a projetos de empresas de grande, médio e pequeno porte, especialmente em Santa Catarina”.

Durante a cerimônia, Fiates entregou ao presidente da Finep, Marcos Cintra, uma placa em homenagem ao cinquentenário da instituição e uma bandeira do Estado, assinada pelas principais organizações educacionais, tecnológicas, empresariais e de fomento catarinenses que, de forma direta ou indireta, foram beneficiadas pela Finep. Também foi distribuído entre os presentes um balanço do relacionamento entre a CERTI e a Finep, de 1984 a 2016.

Dentre os resultados apontados no documento, estão a capacitação em Tecnologia Industrial Básica de 25 mil profissionais da indústria nacional; o apoio tecnológico e de gestão a 140 empresas da incubadora CELTA; a inserção de 125 produtos inovadores no país; a capacitação e instalação de equipamentos em 86 laboratórios de Ciência e Tecnologia; e a construção do maior parque de inovação da América Latina, o Sapiens Parque, localizado em Florianópolis.

Janine Alves

Fonte: Notícias do Dia

Informações sobre a Chamada 2017 para Bolsas PQ e DT

14/06/2017 14:49

Com relação ao Edital Bolsas de Produtividade em Pesquisa (PQ) e de Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora (DT)/2017, o CNPq informa que as inscrições serão abertas, em data a ser confirmada, até o início de julho/2017.

Os recursos já estão garantidos, mas não haverá aumento no número de bolsas.

O atraso se deu por questões meramente técnicas internas (ajustes no sistema).

O Calendário de Avaliações será mantido, ou seja, o julgamento será em novembro/2017.

Professor de Física da UFSC faz parte de projeto internacional de mapeamento da Via Láctea

13/06/2017 17:13

Imagem aumentada do bojo galáctico registrada pelo telescópio VISTA no projeto VVV.

Saber a origem da vida no Universo e para onde vamos continua sendo uma questão para a humanidade. Pesquisadores astrônomos, como o professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Roberto Saito, trabalham para revelar aspectos ainda desconhecidos de nossa galáxia, a Via Láctea. Formado em física pela UFSC e com pós-doutorado na PUC Chile, o professor participa do projeto internacional VISTA Variables In The Via Láctea (VVV).  Junto deste grupo, Saito mapeou mais de 84 milhões de estrelas na região central da Via Láctea, o que resultou no artigo publicado em 2012.

O projeto VVV começou a ser formado em 2009, quando o European Southern Observatory (ESO – Observatório Europeu do Sul) abriu uma chamada pública para observação com o telescópio VISTA (Visible and Infrared Survey Telescope for Astronomy). Após a seleção realizada pelo ESO, um grupo de diferentes pesquisadores do mundo todo se reuniu para formar o VVV.

(mais…)

UFSC: Coleta Seletiva

02/06/2017 16:32

A Propesq se importa e apoia a ideia!

 

UFSC explica: COLETA SELETIVA

 

No Dia do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho, será lançada a primeira etapa da campanha “Coleta Solidária na UFSC”. Nesta edição do UFSC Explica, às vésperas da comemoração desse dia de conscientização e de proposição de novos comportamentos, a engenheira sanitarista e ambiental da Prefeitura Universitária (PU/UFSC), Sara Meireles, responde perguntas que contemplam o cenário da coleta seletiva no Brasil, dados sobre os resíduos gerados na universidade, informações sobre destinação adequada e sobre o trabalho dos catadores de materiais recicláveis, além de dicas para começar hoje mesmo a separar o lixo e informações em primeira mão sobre a campanha.

Sara é mestre em Engenharia Ambiental na área de Gestão e Gerenciamento de Resíduos Sólidos na UFSC, responsável-técnica pelo Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos da universidade e presidente da Comissão para a Coleta Seletiva Solidária da UFSC. Também colaboraram para essa edição a engenheira sanitarista e ambiental da PU, Branda Vieira, e as bolsistas do Projeto de Extensão “Educação Ambiental para a Implementação da Coleta Seletiva Solidária na Universidade Federal de Santa Catarina” do Núcleo de Educação Ambiental (Neamb), Bruna Moraes Vicente e Natália Silvério.

Leia a entrevista completa no site.

Fonte: Notícias UFSC

CAL e CEBIME sediam o curso “Proteômica como ferramenta analítica em biossegurança: Identificação de proteínas por MALDI-TOF/TOF”

25/05/2017 11:02

Entre os dias 08 e 19 de maio de 2017 o Departamento de Ciência e Tecnologia de Alimentos (CAL) do Centro de Ciências Agrárias (CCA) e o Laboratório Multiusuário de Espectrometria de Massa do CEBIME/PROPESQ da UFSC sediaram o curso “Proteômica como ferramenta analítica em biossegurança: Identificação de proteínas por MALDI-TOF/TOF” promovido pelo Centro Brasileiro-Argentino de Biotecnologia (CBAB/CABBIO).

O curso, coordenado pela Profa. Ana Carolina Maisonnave Arisi (CAL/CCA/UFSC), foi financiado pelo CNPq, Chamada CNPq/MCTIC/CBAB Nº 13/2016 e teve como palestrantes convidados a Dra. Martina Blank (bióloga do CEBIME/PROPESQ/UFSC), a Dra. Rosario Duran (Institut Pasteur de Montevideo/Uruguai), a Dra. Silvina Fadda (CERELA CONICET – Tucuman/ Argentina), o Dr. Pedro Alexandre Valentim-Neto (CAL/UFSC) e o Dr. Emanuel Maltempi de Souza  (Núcleo de Fixação de Nitrogênio/ UFPR).

Mais informações no site do CEBIME/Propesq.

Fonte: CEBIME – Laboratório Central de Biologia Molecular Estrutural

Pesquisa mostra que o domínio da língua aprimora o aprendizado em todas as áreas do conhecimento.

17/05/2017 08:38

Um estudo realizado com estudantes do ensino superior, na França, mostrou que aqueles que desenvolvem domínio da língua aprimoram os conhecimentos em todas as disciplinas, incluindo as científicas.

O domínio da língua influencia positivamente o desempenho acadêmico, aponta um estudo com alunos do primeiro ano de economia e gestão das universidades Paris-Est Marne-la-Vallée e Lille 1, entre 2011 e 2014, publicado em maio 2017, em sua versão final.

De acordo com Yannick A. Horthy, professor universitário e co-autor do estudo intitulado Devemos incentivar os alunos a melhorar a sua ortografia?,  “O resultado é claro: melhorar o domínio da língua pode produzir um efeito significativo sobre os resultados de aprendizado”.

Esta é a primeira vez que a ligação entre o domínio da língua e resultados favoráveis no aprendizado é estudado no ensino superior, o assunto já havia sido abordado na escola primária e secundária.

Leia a matéria jornalística, em francês, no site.

O artigo científico (em inglês) se encontra na TEPP Working Paper.

EMBRAPII e BRDE assinam convênio para financiar projetos na região sul

12/05/2017 16:16

A Empresa Brasileira de Pesquisa de Inovação Industrial (EMBRAPII) desenvolve trabalhos nos diferentes centros de ensino do Brasil, com 27 unidades em operação. Na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) existem duas unidades credenciadas pela empresa, o REMA – Núcleo Ressacada de Pesquisas em Meio Ambiente e o POLO – Laboratórios de Pesquisa em Refrigeração e Termofísica. Para a EMBRAPII, a expectativa em relação aos laboratórios é que as empresas industriais sejam atraídas pela forte base de conhecimento existente. Sendo o objetivo final gerar inovação industrial no país.

A EMBRAPII oferece recursos financeiros não-reembolsáveis para a implantação de projetos de PD&I (Pesquisa, desenvolvimento e Inovação) em parceria com empresas. O apoio financeiro aos projetos se dá pela subvenção de até 1/3 das despesas dos projetos aprovados, enquanto o restante do valor é dividido entre a empresa parceira e a Unidade.
(mais…)