Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

20/08/2018 13:59

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) tem o objetivo de promover a popularização da ciência e da tecnologia por meio de eventos de divulgação científica. A coordenação nacional da SNCT é realizada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia Inovações e Comunicações (MCTIC) e na UFSC, a SNCT é articulada pela Pró-Reitoria de Pesquisa.

As atividades da SNCT acontecem em Araranguá, Blumenau, Curitibanos, Florianópolis e Joinville e envolvem diferentes municípios ao entorno dos campi da UFSC.

O tema da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de 2018 que  é “Ciência para a Redução das Desigualdades” e está relacionado aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) estipulados pelas Nações Unidas, especificamente o de número 10 – Redução das Desigualdades.

A SNCT ocorrerá de 15 a 21 de outubro.

Neste ano, a Propesq estará recebendo, até o dia 03/09/2018, inscrições de ações e projetos que poderão compor as atividades da SNCT/UFSC 2018.  As propostas poderão ou não estar relacionadas com tema desse ano e podem ser apresentadas por professores e/ou técnico-administrativos em educação. Equipes compostas com a participação de alunos serão fortemente incentivadas e apreciadas.

No link abaixo se encontra a chamada com mais detalhes sobre os requisitos e modalidades para inscrições de ações.

Chamada para Inscrições de Ações SNCT/UFSC 2018

Caso a UFSC seja contemplada com aporte financeiro do MCTI para a SNCT/2018, a ordem de classificação será considerada na distribuição dos recursos entre as propostas contempladas.

Data de divulgação dos resultados do processo de seleção: 14/09/2018.

Contato: snct.propesq@contato.ufsc.br

Para realizar a inscrição é necessário preencher o formulário disponível no link:

https://goo.gl/forms/CVTxSQwuElmx4z8C2

Nissan e Universidade Federal de Santa Catarina estudarão reuso de baterias do Leaf

16/08/2018 15:16

Após a utilização nos carros, as baterias ainda podem ser aproveitadas em outras atividades 

A Nissan do Brasil e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) assinaram memorando de entendimento que tem como objetivo iniciar estudos para soluções futuras para as baterias usadas de veículos elétricos. O evento de formalização do acordo foi realizado na sede do Laboratório Fotovoltaica UFSC (Centro de Pesquisa e Capacitação em Energia Solar), em Florianópolis, com a presença do presidente da Nissan do Brasil, Marco Silva, do pró-reitor de pesquisa da instituição, o professor Sebastião Roberto Soares, e do coordenador do Laboratório Fotovoltaica UFSC, professor Ricardo Rüther.

Os convênios a serem firmados no futuro, a partir da assinatura do memorando, permitirão que a fabricante japonesa e o grupo de pesquisa da UFSC testem as aplicações dessas baterias. Para tal, a Nissan vai fornecer à UFSC, inicialmente, seis baterias dos Leaf que foram usados como táxis em São Paulo e no Rio de Janeiro como parte de um projeto especial entre 2012 e 2016.

“Em todo o mundo, a Nissan vem desenvolvendo parcerias com o objetivo de integrar o carro elétrico à sociedade e promover a mobilidade elétrica. Após a utilização nos veículos, as baterias ainda possuem uma grande capacidade de carga e abastecimento. No Brasil, o trabalho conjunto com os pesquisadores da Universidade Federal da Santa Catarina será fundamental para que todo o potencial dessas baterias seja testado”, disse Marco Silva.
(mais…)

“Ciência para Redução das Desigualdades” é o tema da 17ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão – SEPEX

15/08/2018 17:26

Integrada à Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, promovida pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), ocorrerá a 17ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (SEPEX) na UFSC. O tema a ser abordado nessa edição será “Ciência para Redução das Desigualdades” e acontecerá de 18 a 20 de outubro de 2018.

Desde sua primeira edição em 2000, a Sepex é um dos maiores e mais importantes eventos para divulgação científica da UFSC e da mesma maneira, de Santa Catarina. Com quase 200 estandes, os projetos desenvolvidos na Universidade contemplam as áreas de comunicação, cultura, educação. ambiente, trabalho, direitos humanos, saúde e tecnologia. Entre os três dias, também serão oferecidos minicursos, palestras e outras atividades como o Seminário de Iniciação Científica (SIC).  

As inscrições para apresentações artístico-culturais, estandes e minicursos devem ser feitas de 27 a 31 de agosto. Serão priorizadas aquelas que abordarem o tema da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

Para saber mais, confira o cronograma completo e mais informações no site do evento.

 

Serviço:

O quê: 17ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (Sepex)

Quando:

18 e 19/10 – das 9h às 19h (quinta e sexta-feira)

20/10 – das 9h às 12h (sábado)

Onde: pavilhão na Praça da Cidadania, em frente à Reitoria, e Centro de Eventos

Mais informações: sepex.ufsc.br

Resultado Chamada Pública MCTIC/FINEP/CT-INFRA 03/2018

09/08/2018 14:25

A Propesq informa que já está disponível o resultado da seleção interna para a composição do projeto institucional da UFSC pela Chamada Pública MCTIC/FINEP/CT-INFRA 03/2018. Assim como, já foram enviados os comunicados para cada proponente.

Para ter acesso ao resultado, basta clicar no link.

Avisamos também, que amanhã será realizada a seleção interna para a Chamada Pública MCTIC/FINEP/CT-INFRA 04/2018.

 

UFSC sedia Congresso Internacional de Linguística

08/08/2018 14:56

Em sua terceira edição, ocorreu na Universidade Federal de Santa Catarina o 3º Encontro Internacional de Sintaxe, Semântica e Interfaces (EISSI). Contando com a presença de dois palestrantes entre os dias 25 a 29 de junho, o evento teve como principal objetivo discutir as pesquisas na sintaxe e semânticas das línguas naturais.

Com três dias para apresentações que contemplaram língua de sinais, línguas indígenas brasileiras, crioulos, português brasileiro, inglês, entre outras questões, ocorreram também dois minicursos. O primeiro deles, sobre semântica, foi ministrado pela professora Angelika Kratzer, precursora na área de estudo sobre modais e sentenças condicionais. O segundo minicurso foi ministrado pelo professor Luigi Rizzi, um nome importante sobre conhecimento da sintaxe e precursor da Cartografia (trabalho para elaboração de cartas geográficas).

Segundo a professora Roberta Pires de Oliveira, esse evento foi uma alternativa encontrada para tratar, de maneira teórica, explicações sobre as línguas naturais, partindo de um ângulo mais científico baseando-se no aparato lógico-formal e experimentos externos.
(mais…)

Congresso Internacional de Antropologia ocorrerá pela primeira vez no Brasil e em Santa Catarina

13/07/2018 08:37

Em sua carreira, o já falecido professor Silvio Coelho dos Santos, incentivou a participação da comunidade acadêmica nos congressos internacionais de antropologia. Com atuação também como Pró-Reitor de Pesquisa e Graduação, o professor foi precursor na área em Santa Catarina e será um dos nomes homenageados durante o curso do 18º Congresso Internacional de Antropologia. Além disso, foi de grande influência para uma internacionalização da antropologia da Universidade.

Há 5 anos, o Brasil, sobretudo a Universidade Federal de Santa Catarina, foi candidata e eleita para sediar o 18º IUAES. O Congresso ocorrerá entre os dias 15 e 21 de julho buscando criar uma rede de relações internacionais para a ampliação do conhecimento na área. 

A programação do evento contém conferências, simpósios, plenárias, painéis abertos e fechados, workshops, apresentação de filme, fotografia, mostras artísticas e atividades da Rede Global das Antropólogas Feministas para dialogar sobre o que significa ser mulher cientista atualmente.

Este grupo, que já se reuniu outras vezes na América Latina, chega, sobretudo com o intuito de incluir na discussão, nomes de mulheres importantes para a história da antropologia no mundo. A programação especial feita para o encontro, assinala algumas atividades divididas desde o primeiro até o último dia, como atividades de cunho feminista e tem a quarta-feira, como dia centralizado para o circuito feminista, e que qualquer pessoa que estiver presente poderá participar.
(mais…)

Comitê externo em processo de avaliação

10/07/2018 09:28

Após seleção de propostas do PIBIC e PIBITI na UFSC, entre os dias 4 e 6 de julho, a Propesq recebeu a visita do Comitê Externo para avaliação desse trabalho como exigem as normas do CNPq. 

Bolsistas de produtividade, os professores que compõem o comitê externo contemplam as áreas de ciências exatas e da terra, ciências humanas e sociais, letras e artes e ciências da vida.

Ao final deste encontro, é realizada uma reunião entre os participantes (externos) e presidentes das comissões internas para considerações finais sobre a atuação na seleção de bolsas, dando continuidade a concessão das mesmas. Além disso, as discussões servem como base para críticas e sugestões que serão repassadas aos demais participantes internos.  

 

 

 

Sistema Nacional de Gestão do Patrimônio Genético e do Conhecimento Tradicional Associado – SisGen

04/07/2018 09:50

Atuando através do Ministério do Meio Ambiente, desde 2016, existe o Sistema Nacional de Gestão do Patrimônio Genético e do Conhecimento Tradicional Associado, SisGen. Esse sistema foi criado com o objetivo de ajudar o Conselho de Gestão do Patrimônio Genético (CGen) na gestão de patrimônio genético e do conhecimento tradicional associado.

O SisGen foi instaurado pelo Decreto nº 8.772, que regulamenta a Lei nº 13.123. Como uma ferramenta online, é administrado pela Secretaria Executiva do CGen e proporciona ao usuário funções como:

  • Cadastrar acesso ao patrimônio genético ou ao conhecimento tradicional associado;
  • Cadastrar envio de amostra que contenha patrimônio genético para a prestação de serviços no exterior;
  • Cadastrar remessa de amostra de patrimônio genético;
  • Notificar produto acabado ou material reprodutivo;
  • Solicitar autorização de acesso ao patrimônio genético ou ao conhecimento tradicional associado e de remessa ao exterior com anuências do Conselho de Defesa Nacional e do Comando da Marinha;
  • Solicitar credenciamento de instituições mantenedoras das coleções ex situ que contenham amostras de patrimônio genético;
  • Obter comprovantes de cadastros de acesso, cadastros de remessa e de notificações;
  • Obter certidões do procedimento administrativo de verificação; e
  • Solicitar atestados de regularidade de acesso.

Prazo até 05/11/2018: regularização das atividades realizadas entre 30 de junho de 2000 e a data de entrada em vigor do cadastro no SISGEN.

Atividades em andamento que já possuem autorização e os pedidos de autorização em tramitação deverão ser adequados aos termos da nova Lei.

O cadastro, bem como a adequação e regularização são de responsabilidade do próprio pesquisador (coordenador do projeto), que deve observar as orientações do decreto 8.772/2016 e da lei nº 13.123/2015. O descumprimento das normas e prazos legais poderá ocasionar na aplicação de multas e sanções administrativas.

Acesse as orientações do Ministério do Meio Ambiente!

Para se cadastrar no SisGen o pesquisador deve acessar este link. A solicitação será enviada automaticamente para que a Pró Reitoria de Pesquisa habilite o vínculo do pesquisador com a UFSC. 

Fonte:  Ministério do Meio Ambiente 

Audiência Pública se propõe a discutir o futuro da pesquisa no estado de Santa Catarina

25/06/2018 14:38

Ocorreu na última quarta-feira, 20 de junho de 2018, uma Audiência Pública promovida pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência no Plenarinho da Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc).

O evento, que durou cerca de 5 horas, contou com a presença de diversos representantes das instituições que trabalham sob a perspectiva da pesquisa no Estado e, ainda, do público ouvinte, através da internet. Além da participação do pró-reitor de pesquisa da UFSC, Sebastião Roberto Soares, estavam presentes a vice-reitora Alacoque Lorenzini, diversos diretores de centro de ensino da UFSC, alunos de graduação e diretores de sindicatos.

Com o tema “Ciência, Tecnologia e Inovação como Política de Estado em Santa Catarina”, o principal ponto discutido foi os recursos destinados às atividades de pesquisa, que na perspectiva do pró-reitor de pesquisa não estão sendo devidamente direcionados. Segundo a legislação do Estado, pelo menos 2% do valor destinado à educação teria que ser encaminhado para a produção de ações na área.

Segundo o pró-reitor Sebastião, o debate foi bastante interessante e construtivo sob vários pontos de vista da valorização da pesquisa, a partir do ângulo político, para a construção de uma sociedade soberana em termos de conhecimento.

A sensibilização da comunidade (com o intuito de oferecer subsídios à ALESC para que questões de recursos e prioridades de uso sejam retomadas) foi outro fator apontado como essencial para a audiência.

Como destaca o pró reitor de pesquisa, a intenção é que as verbas sejam realmente destinadas, como previsto em lei. Além do mais, que os deputados consigam efetivar o que já foi discutido.

 

Leticia Silva
Divulgação Propesq