Programa de Apoio à Pesquisa Jurídica tem inscrições abertas

30/04/2010 10:10

Estão abertas as inscrições para apresentação de propostas ao novo Programa de Apoio à Pesquisa Jurídica, o CNJ Acadêmico. A iniciativa é uma parceria entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), por intermédio do Departamento de Pesquisas Judiciárias do Conselho. As propostas podem ser apresentadas até as 18h do dia 31 de maio.

O CNJ acadêmico apoiará propostas que visem promover e fomentar a realização e a divulgação de pesquisas científicas em áreas de interesse prioritário para o Poder Judiciário nas universidades brasileiras. O objetivo é estimular a criação de linhas de pesquisas e redes de discussão nessas áreas.

O edital subdivide-se em áreas temáticas, com subtemas ilustrativos de assuntos considerados importantes. As áreas são as seguintes: O Sistema de Justiça Criminal no Brasil – seus problemas e desafios; Análise do desempenho dos órgãos do Poder Judiciário; Aprimoramento dos instrumentos para uma prestação jurisdicional mais eficiente; Atuação, competências e interfaces CNJ com os demais órgãos do Poder Judiciário e dos outros Poderes; Utilização da tecnologia da informação para o aprimoramento do Poder Judiciário – limites e desafios; e Principais problemas no processo de revisão das decisões nos Juizados Especiais Federais.

O CNJ Acadêmico dirige-se às instituições públicas e privadas brasileiras que possuam programas de pós-graduação stricto sensu, reconhecidos pela Capes, com área de concentração ou linha de pesquisa relacionada aos temas especificados no edital.

Acesse o edital.

Informações podem ser obtidas pelo telefone (61) 2022-6310 e pelo e-mail cii@capes.gov.br

Pesquisadores da UFSC e Departamento de Engenharia Mecânica recebem Prêmio Professor Caspar Erich Stemmer da Inovação

26/04/2010 10:59

Além da Engenharia Mecânica, que ficou em primeiro na Categoria Instituição de Ciência, Tecnologia e Inovação, os Professores João Batista Calixto do Departamento de Farmacologia, Armando Albertazzi Gonçalves Júnior do Departamento de Engenharia Mecânica e Antônio Augusto Ulson da Souza do Departamento de Engenharia Química e de Alimentos receberam o primeiro, segundo e terceiro lugares respectivamente na Categoria Protagonista da Inovação.

Mais de 100 certificados e dezesseis troféus foram entregues numa solenidade que reuniu autoridades do governo estadual, de empresas e instituições de ensino superior no auditório Centreventos Ministro Renato Archer.
Uma vez revelados os ganhadores das 5 categorias do prêmio (listas ao final), cada um poderá apresentar à Fapesc um projeto de capacitação e instrumentação de pessoas, instituições e empresas para aplicar os recursos a que têm direito. Os primeiros colocados entre as instituições de CT&I, por exemplo, receberão R$50 mil – de um total de R$240 mil a ser dividido entre os finalistas. Eles foram escolhidos entre 104 candidatos porque se destacaram na promoção do conhecimento, na prática da inovação, pela geração de processos, bens e serviços inovadores nos anos de 2007, 2008 e 2009.
Homenagens
Entre as pessoas que lotaram o auditório, merece destaque o Prof. Caspar Erich Stemmer, cujo nome foi escolhido para o prêmio por ser um ícone da inovação e do empreendedorismo, além de ter criado vários cursos na Universidade Federal de Santa Catarina. “Muitos dos engenheiros da WEG foram alunos do Prof. Stemmer”, disse Sebastião Lauro Nau, Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento do Produto da Unidade Motores da WEG. A empresa conquistou o segundo lugar na Categoria Empresa Inovadora de grande/médio porte.

O Prof. Orestes Estevan Alarcon acrescentou que no meio acadêmico o Prof. Stemmer é visto como modelo, e atribuiu a ele boa parte do sucesso do Departamento de Engenharia Mecânica da UFSC, primeiro lugar na Categoria Instituição de Ciência, Tecnologia e Inovação. O Prof. Alarcon recebeu troféu e certificado também como representante do colega de Departamento, Prof. Armando Albertazzi Gonçalves Júnior, segundo colocado na Categoria Protagonista da Inovação. O primeiro lugar ficou com o Prof. João Batista Calixto. “É uma honra termos o nome da UFSC associado a tantos agraciados”, salientou o reitor da UFSC, Prof. Álvaro Prata, que ocupou lugar na mesa de autoridades.

Também compuseram a mesa o presidente da Fapesc, Diomário Queiroz, o ex-governador Luiz Henrique da Silveira, o presidente da Fiesc, Alcântaro Correa, o presidente do Instituto Euvaldo Lodi, Natalino Uggioni, o superintendente geral da Fundação CERTI, Prof. Carlos Alberto Schneider, o secretário de Ciência e Tecnologia da Prefeitura Municipal de Florianópolis, Carlos de Rolt, e o Prof. Stemmer, aplaudido de pé durante o evento.
PREMIADOS

a) Categoria Empresa Inovadora de grande/médio porte

1º Lugar: Whirlpool S.A. – Unidade de Compressores e Soluções para Refrigeração

2º Lugar: WEG – Equipamentos Elétricos S.A.

3º Lugar Softplan Planejamento e Sistemas Ltda

3o Cianet Indústria e Comércio S.A.

b) Categoria Instituição de Ciência, Tecnologia e Inovação

1º Lugar: Universidade Federal de Santa Catarina / Departamento de Engenharia Mecânica

2º Lugar: Instituto Stela

3º Lugar: Embrapa Suínos e Aves
c) Categoria Instituição Inovadora

1º Lugar: Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina

2º Lugar: Prefeitura Municipal de Blumenau

3º Lugar: Teatro Contação Matakiterani
d) Categoria Protagonista da Inovação

1º Lugar João Batista Calixto

2º Lugar: Armando Albertazzi Gonçalves Júnior

3º Lugar: Antônio Augusto Ulson da Souza
e) Categoria Empresa Inovadora de micro/pequeno porte

1º Lugar: TalkAndWrite Informática Ltda ME

2º Lugar: Bry Tecnologia S.A.

3º Lugar: Metalab Análise de Materiais Ltda.

Edital MCT/CNPq/MEC/CAPES N º 02/2010

26/04/2010 09:08

As propostas devem observar as condições específicas estabelecidas na parte II – REGULAMENTO, anexo ao Edital, que determina seu objeto, os requisitos relativos ao proponente, cronograma, recursos financeiros a serem aplicados nas propostas aprovadas, origem dos recursos, itens financiáveis, prazo de execução dos projetos, critérios de elegibilidade, critérios e parâmetros objetivos de julgamento e demais informações necessárias.

Acesse o Edital no site: http://www.cnpq.br/editais/ct/2010/002.htm

CNPq e Capes financiam projetos de pesquisa em ciências humanas e sociais

26/04/2010 08:59

Com o objetivo de apoiar projetos de pesquisa científica e tecnológica que visem contribuir significativamente para o desenvolvimento do país, no âmbito das Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas, mediante o financiamento de projetos de pesquisa com mérito científico, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançaram o Edital 02/2010, nessa terça-feira (20/4).

Serão investidos R$ 8 milhões, sendo 50% da Capes e 50% do CNPq. Os projetos aprovados terão o valor máximo de R$ 20 mil para gastos com itens de custeio e capital e o prazo máximo de execução estabelecido em dois anos. A data limite para submissão das propostas é 4 de junho. Os interessados devem encaminhar os projetos ao CNPq exclusivamente via Internet, por intermédio do Formulário de Propostas on-line disponível na Plataforma Carlos Chagas.

O proponente deve possuir o título de doutor e ter seu currículo cadastrado na Plataforma Lattes, ser obrigatoriamente o coordenador do projeto, ter vínculo formal, empregatício ou funcional, com a instituição de execução do projeto, em departamentos das áreas de Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas ou em programas de pós-graduação dessas áreas.

As propostas aprovadas serão contratadas na modalidade de Auxílio Individual, em nome do coordenador, mediante assinatura de Termo de Concessão e Aceitação de Apoio Financeiro a Projeto de Pesquisa Científica e/ou Tecnológica. A divulgação dos resultados no Diário Oficial da União e nas páginas do CNPq e da Capes na internet está prevista para julho.

Confira o edital: http://www.cnpq.br/editais/ct/2010/002.htm
(Assessoria de Comunicação do CNPq)

Terceiro prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos homenageia professor que é referência em atividade física e saúde

23/04/2010 15:44

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% dos casos de doenças coronarianas, 90% dos casos de diabetes tipo 2 e 30% dos casos de câncer poderiam ser evitados com mudanças nos hábitos alimentares, níveis de atividade física e uso de produtos derivados do tabaco. A atividade física regular pode reduzir o risco de câncer do cólon e da mama, prevenir a osteoporose e auxiliar na manutenção do peso saudável. Também de acordo com a OMS, há mais de um bilhão de pessoas no planeta com excesso de peso.
Professor dos cursos de graduação e de pós-graduação em Educação Física da UFSC, Markus Vinicius Nahas é licenciado nesta área pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), fez seu mestrado na Vanderbilt University (EUA) e o doutorado na University of Southern California (EUA). Passou por dois estágios de pós-doutorado (em 1991 na Arizona State University e em 2000 na University of South Carolina), ambos no campo da promoção de estilos de vida ativos.

Natural de Florianópolis, entrou na UFSC em 1977. No Centro de Desportos da UFSC coordena o Núcleo de Pesquisa em Atividade Física e Saúde (NuPAF), grupo formado em 1991, pioneiro nesta área no Brasil. A atuação do professor inclui trabalhos com os temas atividade física; saúde e qualidade de vida; promoção de estilos de vida ativos; lazer e saúde do trabalhador; medidas da atividade física e educação física no ensino médio.

Markus Nahas é sócio fundador e foi o primeiro presidente da Sociedade Brasileira de Atividade Física e Saúde. Entre suas publicações está a quarta edição da obra ´Atividade física, saúde e qualidade de vida – Conceitos e sugestões para um estilo de vida ativo`, livro-texto usado em diversas universidades brasileiras e adotado em unidades do Serviço Social da Indústria (SESI) de todo o país. Pesquisador 1C do CNPq, já ministrou palestras em 20 estados brasileiros e em oito países.

Entre seus mais relevantes trabalhos estão o projeto Lazer Ativo (direcionado à promoção da atividade física entre trabalhadores da indústria) e Saúde na Boa (envolvendo estudantes do ensino médio noturno de Florianópolis e do Recife). A intervenção realizada a partir do Saúde na Boa foi financiada por um consórcio formado pelo International Life Sciences Institute, a Organização Pan-americana de Saúde e os Centros para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos.

O projeto possibilitou a realização de um diagnóstico preliminar em Santa Catarina, entre 2001 e 2002, e mostrou a vulnerabilidade maior dos estudantes do ensino noturno. As ações, em 10 escolas de cada cidade, entre 2006 e 2007, levaram a modificações em ambientes e aspectos curriculares que pudessem colaborar para que os jovens adotassem estilos de vida mais saudáveis.

Desafio: opção por um lazer ativo
O lazer ativo de Markus Nahas inclui o voleibol geriátrico das sextas-feiras e a pescaria de cocorocas na Baía Sul, em Florianópolis, descreve o bem-humorado professor em seu currículo Lattes. O documento registra a produção de 15 livros ou capítulos, 67 artigos científicos e formação de 29 mestres e cinco doutores.

“O grande desafio para profissionais e pesquisadores que atuam na promoção da atividade física, visando uma melhor condição de saúde da população, é exatamente promover o que chamamos de lazer ativo numa sociedade que se transformou num verdadeiro paraíso do lazer passivo. Há uma concorrência “desleal” do lazer eletrônico e dos mecanismos poupadores de energia, mas é o nosso trabalho mostrar que dançar, caminhar no parque, jorgar bola ou pedalar uma bicicleta, pode ser tão agradável quanto sentar para ver TV ou no computador – e muito mais saudável”, destaca.

Segundo o professor, o lazer ativo pressupõe escolhas e sentimento de bem-estar nas atividades. É realizar ações que sejam culturalmente relevantes, envolvendo jogo, dança, diversão, companhia agradável e, se possível, contato com a natureza. “Para alguns trabalhadores da área urbana que passam sentados 8 a10 horas por dia, caminhar pode ser uma grande opção de lazer ativo, mas, obviamente, não é a primeira escolha para todo mundo”, lembra, citando que entre 30 e 50% dos adultos no Brasil são insuficientemente ativos para alcançar benefícios à saúde.

“Hoje podemos afirmar, a partir desta realidade e de evidências científicas, que realmente passou a ser questão de saúde pública reunir evidências sobre o nível de atividades físicas, sobre a prevalência de excesso de peso, etc., desenvolver, delinear ações e programas, implementar, avaliar e disseminar aqueles que funcionam, cancelando os que não funcionam.”, considera. “A OMS alerta que, se nos próximos 10 anos nada for feito, vamos aumentar em 50% a proporção de pessoas no planeta com a condição classificada como excesso de peso”, lamenta.

“Eu trabalho pela promoção de estilos de vida mais ativos e saudáveis. Combater a gente combate a dengue ou a gripe suína. Na mudança de comportamento do ser humano, temos que conscientizar, favorecer e criar oportunidades para mexer com o lado afetivo das pessoas. As pessoas precisam ter a possibilidade de escolha, a percepção que gostam daquilo que está sendo proposto. É no lazer ativo que nós enriquecemos nossa vida. É dessa maneira que vamos ajudar a mudar o ambiente e os indicadores de saúde em nosso país a partir de prática de atividade e de outros comportamentos promotores da saúde”, acredita o professor.

Aberto período para solicitações de inscrição na 4ª Conferência Nacional de CT&I

22/04/2010 15:25

A 4ª Conferência Nacional de CT&I acontece nos dias 26 a 28 de maio, no Hotel Brasília Alvorada, com tema “Política de Estado para Ciência, Tecnologia e Inovação com vista ao Desenvolvimento Sustentável”.

O evento deverá analisar os programas e resultados do Plano de Ação 2007-2010, e encaminhar sugestões para a formulação de uma Política de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação que tenha como objetivo principal um desenvolvimento sustentável, cujos aspectos econômico, ambiental e social sejam respaldados por uma discussão ampla com a sociedade.

A programação inclui sessões plenárias sobre desenvolvimento sustentável; investimento e inovação; ciência básica; educação e CT&I; democratização e cidadania; e o Brasil no mundo. Haverá também sessões paralelas e temáticas.

Os interessados em participar devem preencher um cadastro e o formulário de solicitação da inscrição no site da conferência: www.cgee.org.br/cncti4

Prêmio Clarival do Prado

19/04/2010 08:58

O Prêmio Clarival do Prado Valladares é uma iniciativa da Organização Odebrecht que visa incentivar, mediante patrocínio financeiro, a pesquisa histórica e a produção editorial que, pela originalidade e ineditismo, representem efetiva contribuição para a historiografia do Brasil, ampliando o conhecimento e a compreensão da história econômica, da evolução sociopolítica e da criação artística brasileiras, enriquecendo o acervo documental do País sobre fatos, processos e indivíduos cuja memória deva ser resgatada, difundida e preservada.

Acesse o Regulamento no site: http://www.odebrecht.com.br/responsabilidade-socioempresarial/cultura/premio-clarival-do-prado-valladares/regulamento

Prêmio José Reis de Divulgação Científica recebe inscrições

19/04/2010 08:50
Estão abertas as inscrições para a 30ª edição do Prêmio José Reis de Divulgação Científica, concedido anualmente pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Neste ano, a premiação atribui a premiação na categoria de “Divulgação Científica e Tecnológica” a pesquisador ou escritor que tenha contribuído significativamente com a divulgação da ciência, tecnologia e inovação, aproximando esses temas do público leigo.
Os interessados poderão se inscrever até o dia 14 de maio. A documentação necessária para a inscrição inclui ficha de inscrição, currículo atualizado na Plataforma Lattes, justificativa na qual se evidencie significativa contribuição à divulgação científica e tecnológica e cópia dos trabalhos mais importantes – no mínimo cinco e no máximo dez.
O resultado será anunciado pelo CNPq até o dia 18 de junho. O vencedor do prêmio receberá R$ 20 mil e um diploma, além de passagem aérea e hospedagem para participar da solenidade de entrega do prêmio na 62ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que ocorrerá entre os dias 25 e 30 de julho, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).
Mais informações no site http://www.cnpq.br/premios/2010/pjr/index.htm.

PROEXT 2010

16/04/2010 10:15

Saiu o edital para o PROEXT 2010: são 30 milhões de reais a serem distribuídos para 10 grandes áreas temáticas. Confira os detalhes em nossa página.

1: Educação
2: Cultura e Arte
3: Pesca artesanal e aqüicultura familiar
4: Promoção da Saúde
5: Desenvolvimento Urbano
6: Desenvolvimento Agrário
7: Redução das desigualdades sociais e promoção da inclusão
8: Geração de Trabalho e Renda por meio da Incubação de Empreendimentos Econômicos Solidários
9: Preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro
10: Garantia dos Direitos das Mulheres em situação de violência

Lançamento do Edital 15/04/2010
Inscrições das propostas Até 16/05/2010
Divulgação dos resultados Até 31/05/2010