Publicações científicas sobre COVID 19

13/05/2020 09:10

Divulgamos mais um site, desta vez, de empresa de consultoria científica que aposta na inovação aliada à criatividade no setor da saúde, em particular no domínio da investigação clínica.

Neste link, é possível ter acesso a publicações científicas referentes a estudos e pesquisas sobre a COVID 19.

Tags: Biblioteca COVID-19

Centro de pesquisa produz material de divulgação científica sobre o novo coronavírus

08/05/2020 10:09

Agência FAPESP * – O Centro de Inovação em Novas Energias (CINE) está fomentando uma série de ações para o enfrentamento da pandemia de COVID-19. O CINE é um Centro de Pesquisa em Engenharia (CPE) constituído pela FAPESP e pela Shell.

Uma das ações é a produção de conteúdos de divulgação científica que buscam ampliar a circulação de informações confiáveis sobre a pandemia. O canal do CINE no YouTube criou uma playlist temática sobre a COVID-19, com materiais em diferentes formatos e voltados a públicos diversos.

Uma das produções regulares para o canal é a série “COVID-19: Perguntas e Respostas”, que reúne dúvidas comuns sobre a doença, respondidas pelo médico infectologista, Bernardino Geraldo Alves Souto, docente da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Até o momento, sete vídeos já estão disponíveis, abordando cuidados com a higienização de telefones celulares, roupas e sapatos usados em eventuais saídas de casa; a forma de transmissão da COVID-19 e como prevenir o contágio; se há algum papel para a vitamina D na prevenção da doença; e o uso do álcool em gel.

Mais 10 episódios já estão em produção, formulados a partir de quadro diário de perguntas e respostas veiculado originalmente no podcast Quarentena.

Outra iniciativa do CINE está sendo empreendida por Luiz Eduardo Camargo Aranha Schiavo, doutorando da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Schiavo está produzindo máscaras do tipo faceshield por impressão 3D para doação a Unidades Básicas de Saúde (UBS).

O doutorando adquiriu, com recursos próprios, insumos para a produção inicial de cerca de 50 máscaras. As faceshields são equipamentos reutilizáveis, após correta higienização. Usadas em conjunto com outros equipamentos de proteção individual (EPIs), como máscaras cirúrgicas, respiradores e/ou óculos, aumentam a proteção oferecida aos profissionais que estão atuando nos equipamentos de saúde.

* Com informações da equipe de divulgação do CINE.

Fonte: Agência FAPESP

Tags: Biblioteca COVID-19

Núcleo da UFSC disponibiliza materiais sobre Covid-19 no estado e no Brasil

06/05/2020 10:28

O Núcleo de Estudos da Economia Catarinense (Necat) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) disponibilizou em sua página menu “Covid-19 em Santa Catarina” com artigos, dados oficiais, estudos, mapas e notícias sobre a pandemia do Coronavírus e seus impactos no Brasil e em Santa Catarina. Os materiais foram produzidos em articulação com outros grupos e pesquisadores parceiros da Universidade.

Acesse e confira: https://necat.ufsc.br/coronavirus-em-sc/

Fonte: NoticiasUFSC

Tags: Biblioteca COVID-19

Pesquisas buscam entender novo coronavírus e apontar formas de combate

29/04/2020 08:40

Publicado em 27/04/2020 – 07:51 Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil – Brasília

Sites de instituições como a OMS reúnem estudos sobre o tema

À medida que a pandemia do coronavírus se disseminou pelo mundo, espalhou-se também o esforço de pesquisadores para entender melhor o vírus, como ele é transmitido e o que pode ser feito para prevenir a infecção e tratar os pacientes que contraíram a doença decorrente dele, a covid-19.

Repositórios de instituições do Brasil e do exterior trazem diversos estudos, como o site da Organização Mundial da Saúde (OMS) que reúne pesquisas sobre o tema, ou de periódicos famosos, como a revista Science, que também criou uma seção específica para divulgar investigações voltadas à pandemia

Algumas universidades ganharam relevância mundial com o monitoramento do avanço da pandemia, como a Johns Hopkins, dos Estados Unidos. No Brasil, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), centro de pesquisa vinculado ao Ministério da Saúde, não só sistematiza informações como vem promovendo diversos estudos sobre o vírus.

Vários cientistas se dedicaram a tentar entender melhor o coronavírus, por se tratar de uma nova modalidade. Ainda em fevereiro, pesquisadoras da Universidade de São Paulo (USP) conseguiram sequenciar o gene em apenas 48 horas. Um equipamento menor que um celular foi conectado a um computador por cabo USB.

A amostra foi lida por poros em escala nanométrica, ou seja, um milímetro dividido por milhão. As informações foram analisadas por um software que decodifica os dados, traduzindo a estrutura do vírus.

Outra frente de pesquisa sobre o novo coronavírus busca identificar a letalidade da doença decorrente dela, a covid-19. Um dos métodos envolve testar pessoas para verificar o percentual que desenvolveu anticorpos e, assim, calcular o montante que teria tido contato real com o vírus.

Pesquisa conduzida pela Universidade de Bonn, na Alemanha, divulgada em 9 de abril, encontrou o anticorpo em 14% da amostra, estimando um índice de letalidade de 0,37%. Para comparar, a taxa de mortes por influenza é de 0,1%. O estudo, contudo, foi contestado por outros grupos de pesquisadores.

Outra investigação, do Hospital Geral de Massaschussets, na cidade de Boston, nos Estados Unidos, identificou anticorpos em 31% da amostra. Contudo, os pesquisadores admitiram que a sorologia tinha 90% de efetividade e os participantes foram recolhidos na rua, o que pode relativizar os resultados.

No Brasil, o Centro Epidemiológico da Universidade de Pelotas (UFPel), em parceria com o Ministério da Saúde, iniciou uma investigação também baseada no grau de imunização para mapear o avanço da pandemia no país.

Cerca de 33 mil pessoas, de 133 municípios brasileiros, serão submetidas ao teste rápido que detecta a presença de anticorpos IgM (de infecção mais recente) e IgC (de infecção mais antiga) a partir de amostras de sangue coletadas. De acordo com o ministério, o trabalho deve esclarecer três questões sobre o vírus no Brasil: o número de infectados, a velocidade com que o vírus tem se espalhado e a taxa de letalidade da covid-19 na região.

(mais…)

Tags: Biblioteca COVID-19

Covid-19: ONU mapeia projetos de enfrentamento à pandemia no Brasil

22/04/2020 08:20
Publicado em 21/04/2020 – 11:26 Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil – Brasília

O Escritório da Organização das Nações Unidas de Serviços para Projetos (Unops) lançou uma plataforma para mapear ações de organizações voltadas à prevenção e combate à pandemia do novo coronavírus. A proposta faz parte da iniciativa “Dia Mundial da Criatividade”, promovida pela ONU para estimular soluções inovadoras.

Desde o início da pandemia, diversas iniciativas vêm ocorrendo em vários locais do país. Elas vão desde a produção de equipamentos de proteção, como máscaras e toucas, até a arrecadação e distribuição de doações, como cestas básicas e materiais de limpeza em regiões mais pobres. O objetivo é identificar as ações mais inovadoras e que possam ser impulsionadas pelo apoio de instituições.

No site poderão ser cadastradas iniciativas de empresas, ONGs, associações e coletivos com o intuito de combater a pandemia em temas como saúde, infraestrutura em saúde, inclusão social, geração de renda e apoio a indivíduos e famílias. O mapeamento ficará aberto até 21 de maio.

Para se inscrever, os responsáveis deverão preencher um formulário que será disponibilizado no site. A escolha das propostas que ficarão registradas levará em consideração o nível de inovação da solução.

As informações reunidas pela plataforma ficarão disponíveis para diversos tipos de atores, como governos, autoridades, empresas, ONGs ou investidores. O intuito é permitir a articulação entre quem está desenvolvendo ações na ponta e instituições que tenham a intenção de apoiá-las.

Edição: Aline Leal

Fonte: Agência Brasil

Tags: Biblioteca COVID-19

Observatório Covid-19: núcleo identifica e disponibiliza fontes de informação

17/04/2020 09:43

O Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Competência em Informação (GPCIn) da UFSC disponibiliza o Observatório Covid-19, uma ação colaborativa para a disseminação de informações acerca do novo Coronavírus. Essas fontes podem ser úteis às pessoas de um modo geral, a profissionais da informação, a pesquisadores, a professores e aos demais interessados no tema.

A atividade está relacionada à pesquisa e ao ensino, com a colaboração voluntária de alunos dos cursos de graduação de Biblioteconomia, Arquivologia e Ciência da Informação, e de pós-graduação em Ciência da Informação.

A Competência em Informação é um instrumento que também interfere na qualidade de vida, saúde e bem-estar das pessoas, e é por esta razão que a missão social da iniciativa se torna ainda mais relevante no cenário atual.

Objetivo geral:

Contribuir com a minimização da vulnerabilidade em informação, no que se refere ao excesso e à falta de informação, mas também à desinformação e à ansiedade de informação.

Objetivos específicos:
a) Identificar fontes de informação sobre Coronavírus em âmbito local, estadual, regional, nacional e internacional;
b) Disponibilizar fontes de informação sobre Coronavírus na página do Núcleo GPCIn (gpcin.ufsc.br) no Observatório Covid-19, criado para este fim;
c) Caracterizar as fontes de informação quanto a: âmbito local, estadual, regional, nacional e internacional; tipologia da fonte; nome/título; endereço/link; conteúdo/resumo da fonte; indicador(es) de qualidade da fonte; responsabilidade pela localização e dados da fonte (nome pessoa física que identificou a fonte); data da última atualização.

Mais informações: elizete.vitorino@ufsc.br e no site.

Fonte: Notícias UFSC

Tags: Biblioteca COVID-19

Novas editoras liberam acesso a conteúdos sobre coronavírus

16/04/2020 08:05

Capes pediu às novas editoras que aderissem à liberação de conteúdos para facilitar as pesquisas durante a pandemia da covid-19

Benedito Aguiar, presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), assinou um ofício que foi encaminhado à todas as editoras com as quais a Coordenação possui contrato pelo Portal de Periódicos, em resposta à uma solicitação da comunidade acadêmico-científica. No documento, o presidente explica “ser imprescindível a disseminação de informação irrestrita e ampla para toda a população”. Além disso, ressalta a necessidade de que “os materiais fiquem disponíveis, sem controle de acesso por tempo limitado, determinado por cada editora”.

Em resposta à solicitação, a EBSCO Information Services, uma organização parceira do Portal de Periódicos da CAPES, representante de diversas editoras, comunicou que algumas atenderam à solicitação.

O Instituto Americano de Física (AIP) liberou uma coleção de artigos que examina vários aspectos de doenças infecciosas, epidemias, epidemiologia computacional e pandemias e a Oxford University Press (OUP) também cedeu o conteúdo de seus recursos online e principais periódicos.

A Cambridge University Press oferece duas páginas com conteúdos sobre o assunto: uma com iniciativas da divisão acadêmica para responder à COVID-19 e outra com todo o seu conteúdo científico relacionado ao novo coronavírus, incluindo coleções de artigos de periódicos e capítulos de livros. Já a Royal Society of Chemistry, uma sociedade que representa cientistas químicos do Reino Unido, com mais de 54 mil membros, ofereceu em uma única página todos os artigos sobre o assunto.

O Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos (IEEE) organizou artigos no IEEE Xplore que podem ajudar no gerenciamento da pandemia e oferece o e-mail onlinesupport@ieee.org , para esclarecer dúvidas caso o conteúdo procurado não seja localizado na página.

A SAGE Journals liberou um acervo que “inclui as mais recentes pesquisas médicas relacionadas ao vírus e as principais pesquisas sociais e comportamentais para ajudar indivíduos, comunidades e líderes a tomar decisões”. Por fim, a Taylor & Francis oferece gratuitamente referências, artigos de pesquisa, capítulos de livros e informações para ajudar a conter e gerenciar a disseminação da COVID-19.

Os recursos podem ser acessados pelo Portal de Periódicos da CAPES.

Tags: Biblioteca COVID-19

COVID-19: editores internacionais liberam acesso gratuito

15/04/2020 08:44

Durante o período de pandemia do COVID-19, editores internacionais liberam conteúdo gratuito para apoiar o trabalho de pesquisadores

Editores internacionais com os quais a CAPES mantém contrato, por meio do Portal de Periódicos, liberaram acesso aos seus conteúdos, enquanto durar a pandemia de COVID-19. A ação foi motivada pela situação atual de confinamento e restrição de contato, e pretende apoiar a comunidade de pesquisa no processo de entendimento e minimização do impacto do novo coronavírus.

Os parceiros “removeram o controle de acesso aos seus conteúdos fechados em atenção à pandemia, em decorrência do grande número de pessoas infectadas e vitimadas pelo COVID-19”, explicou Patrícia de Almeida, coordenadora geral do Portal de Periódicos. Esse material disponível ajudará pesquisadores, médicos, enfermeiros e outros profissionais engajados com a emergência de saúde global, para o controle da situação.

A Sociedade Americana de Microbiologia (ASM) deixou em acesso aberto 50 artigos científicos, publicados em 2019, nas suas 16 revistas acadêmicas. Além disso, criou uma página dedicada aos recursos sobre o COVID-19, com informação atualizada e análises de especialistas. O material ficará livre por tempo indeterminado.

Também estão disponíveis diversos recursos da British Medical Journals (BMJ). “Os conteúdos ficarão acessíveis gratuitamente por tempo indeterminado, prezando pela disponibilização de informações científicas conforme as demandas da comunidade”, afirmou Laura Santana, gerente de Desenvolvimento de Negócios da editora.

Annual Reviews liberou seus títulos até 30 de abril. Contudo, esse prazo poderá ser estendido, se necessário. O material da editora Oxford University Press (OUP), que contém ferramentas para o estudo do coronavírus e temas afins, será oferecido em acesso aberto por período indeterminado.

editora Emerald compilou pesquisas relacionadas ao gerenciamento de doenças e epidemias e disponibilizou até o dia 31 de março. “Embora esses materiais não estejam apenas relacionados aos atuais desafios clínicos do novo coronavírus, eles podem fornecer um contexto relevante sobre como o mundo reagiu a surtos e epidemias anteriores”, avaliou a editora.

Elsevier deu acesso temporário e gratuito por 90 dias, pela plataforma ScienceDirect, a 256 títulos nas mais distintas áreas de conhecimento, como uma forma de apoiar as classes online. Além dessa iniciativa, a editora desenvolveu ainda dois outros recursos de livre acesso que concentram informações especializadas e selecionadas para a comunidade em geral: Novo Centro de Informações sobre Coronavírus e Lancet Hub.

“Considerando a relevância do tema e a necessidade de facilitar o acesso à informação científica para pesquisas na área, nossa equipe de especialistas realizou uma curadoria de conteúdo em várias bases de dados”, anunciou a editora Ovid Technologies. Dessa forma, parte dos recursos de pesquisa está disponível em acesso aberto para a comunidade científica por tempo indeterminado.

editora Wiley liberou para a comunidade acadêmico-científica o acesso a uma coleção de mais de 5 mil artigos de periódicos relevantes, capítulos de livros e entradas nos principais trabalhos de referência, além de um feed gratuito e em tempo real das mais recentes pesquisas e notícias sobre o novo vírus corona.

Estão acessíveis, também, coleções especiais criadas em parceria com a Biblioteca Cochrane e demais recursos para os interessados em explorar perspectivas históricas sobre epidemias, métodos usados para controlar sua disseminação e políticas de saúde associadas.

Portal de Periódicos
Portal de Periódicos da CAPES é a maior biblioteca virtual do País, que pretende democratizar o acesso à informação científica e fortalecer os programas de pós-graduação no Brasil. Além disso, o Portal incentiva investimentos em excelência acadêmica nas instituições brasileiras de ensino e pesquisa.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

 

Fonte: Capes

Tags: Biblioteca COVID-19

SBPC de Santa Catarina disponibiliza boletins acadêmicos sobre a Covid-19

02/04/2020 13:34

A Sociedade Brasileira Para o Progresso da Ciência de Santa Catarina (SBPC/SC) disponibiliza um canal de comunicação que reúne textos que versam sobre a situação vivenciada no mundo pela pandemia da Covid-19.

A atividade conta com a parceria da Associação Nacional de Pós-Graduação em Ciências Sociais (ANPOCS), Associação dos Cientistas Sociais da Religião do Mercosul (ACSRM), Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP), Associação Brasileira de Antropologia (ABA), Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS), Associação Nacional de Pós-Graduação em Geografia (Anpege), Associação Nacional de Pós-Graduação em História (ANPUH); e a Associação Nacional de Pesquisa em Letras e Linguística (Anpoll).

O canal traz produções acadêmicas de autoria dos representantes das referidas associações que defendem que os “números, casos, estatísticas ou prevalências têm rosto, trajetória e biografia […] Eles partilham experiências e compõem ambientes singulares. Então, a pandemia precisa ser considerada como uma experiência vivida nos corpos e nas sensibilidades coletivas. Cada experiência conta; faz história. E nós seguimos essas histórias e aprendemos com elas”, contribuindo desta forma para o seu enfrentamento.

Acompanhe as edições:

Boletim n. 1 – Cientistas Sociais e o Coronavírus

Boletim n. 2 – Covid-19: as escalas da pandemia e as escalas da antropologia

Boletim n. 3 – As Ciências Sociais e a Saúde Coletiva frente a atual epidemia de ignorância, irresponsabilidade e má-fé

Boletim n. 4 – Contenção de crises no Brasil e seus reflexos no mundo do trabalho sob as lentes da Sociologia

Boletim n. 5 – Medo Global

Boletim n. 6 – A produção do social em tempos de pandemia

Boletim n. 7 – A linguagem republicana diante da crise: uma análise de A Revolta da Vacina, de Nicolau Sevcenko

Boletim n. 8 – Não existe salvação individual na pandemia de Covid-19

Boletim n. 9 – A Globalização Perversa da Covid-19 : o exemplo de Rondônia

Mais informações em: https://sbpcsc.ufsc.br

Fonte: Notícias UFSC

Tags: Biblioteca COVID-19

ProQuest está lançando um novo banco de dados de pesquisa do coronavírus

02/04/2020 09:57

A ProQuest está lançando um novo banco de dados de pesquisa do coronavírus, permitindo que os usuários pesquisem o conteúdo mais recente em texto completo, cobrindo todas as facetas do COVID-19 e muito mais.

O banco de dados é gratuito e ativado automaticamente para todos os clientes da plataforma ProQuest e pode ser acessado em https://search.proquest.com/coronavirus .

 

O “Coronavirus Research Database” reúne conteúdo autorizado, aberto e disponível gratuitamente de editores importantes, como o Nature Publishing Group, o BMJ, Taylor & Francis e outros. Os tipos de conteúdo agregado incluem artigos de periódicos, pré-impressões, anais de conferências, dissertações e diversos outros conteúdos relacionados ao COVID-19. Inclui uma cobertura abrangente de pandemias e epidemias passadas, como MERS e SARS, para dar aos pesquisadores e estudantes o contexto da atual crise global.

Tags: Biblioteca COVID-19
  • Página 1 de 2
  • 1
  • 2