Pró-Reitoria de Pesquisa
  • Publicado em 04/04/2018 às 09:08

  • Publicado em 07/02/2017 às 08:44

    portal oportunidades    grupos de pesquisa 
    iniciação cientifica  ct infra  laboratorios 


  • Informações sobre a Lei do Bem

    Publicado em 11/09/2019 às 08:48

    Eduardo Vargas – Pró-reitoria de Pesquisa


  • Quatro pesquisadores da UFSC estão entre os vencedores do Prêmio Capes de Tese 2019

    Publicado em 09/09/2019 às 08:25

    Quatro doutores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) foram vencedores do Prêmio Capes de Tese 2019, que seleciona anualmente a melhor tese para cada uma das 49 Áreas do Conhecimento  reconhecidas no país.

    Para a 14ª edição do Prêmio, foram selecionadas teses defendidas em 2018, considerando a análise das comissões avaliadoras de cada área, a partir de critérios como originalidade do trabalho e sua relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e de inovação.

    Os vencedores desta edição com vínculo com a UFSC foram, na Área de Direito, Kamila Guimarães de Moraes, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Direito (PPDG), orientada por José Rubens Morato Leite e coorientada por Melissa Ely Melo; na Área de Enfermagem, Camila Rosalia Antunes Baccin, doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGEnf) e orientada por Grace Teresinha Marcon Dal Sasso; na Área de Engenharias I (Engenharia Ambiental), premiou Dámaris Núñez Gómez, do Programa de Pós-graduação em Engenharia Ambiental (PPGEA), orientada por María Ángeles Lobo Recio e com coorientação de Flávio Rubens Lapolli; e o quarto agraciado foi Gustavo Meneghetti, doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Serviço Social (PPGSS) e orientado por Simone Sobral Sampaio.

    A cerimônia do Prêmio CAPES de Tese 2019, organizada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), está prevista para o dia 12 de dezembro, em Brasília. Além dos autores das teses selecionadas, são também premiados seus orientadores, coorientadores e o Programa de Pós-Graduação no qual foi defendido o trabalho. A lista completa de vencedores está disponível aqui.

    Vencedores concorrem ao Grande Prêmio Capes

    Os 49 premiados ainda concorrem ao Grande Prêmio Capes de Tese, que seleciona um vencedor para cada um dos seguintes colégios de avaliação: Humanidades, Ciências da Vida e Ciências Exatas, Tecnológicas e Multidisciplinar. As teses vencedores do Grande Prêmio serão conhecidas em novembro.

    UFSC também é agraciada com menções honrosas

    Além de premiar a melhor tese em cada Área, o Prêmio Capes de Tese pode agraciar até dois trabalhos em cada Área do conhecimento com uma Menção Honrosa. Nesta edição, a UFSC recebeu quatro menções honrosas.

    Os pesquisadores selecionados foram Argus Cezar da Rocha Neto (Biotecnologia e Biociências); Andreza Martins (Interdisciplinar em Ciências Humanas); Daniela Barbieri Hauschild (Nutrição); e Moisés Angel Poli (Aquicultura).

     

    Gabriel Martins/Agecom/UFSC

    Replicado do noticias.ufsc


  • UFSC se destaca na produção científica brasileira.

    Publicado em 06/09/2019 às 14:08

    A Universidade Federal de Santa Catarina está entre as quinze universidades públicas responsáveis pela produção de 60% da ciência brasileira.

    O relatório da empresa Clarivate Analytics traça cenário da produção científica nacional entre 2013 e 2018.

    Confira a matéria detalhada, produzida por Herton Escobar, para o Jornal da USP, no site.

    O relatório completo pode ser acessado aqui.


  • “Trazer a população pra dentro do laboratório e levar a universidade para a indústria. Sair dos muros da universidade, isso a gente faz”: O laboratório de Design da UFSC que foi vice-campeão de prêmio da FabFoundation, do MIT

    Publicado em 02/09/2019 às 08:00

    Localizado à esquerda do local de venda de passes do Restaurante Universitário (RU), o Laboratório conta com mobiliário e produtos fabricados pela equipe de alunos, bolsistas e pesquisadores.

    Os laboratórios de produção digital têm sido uma tendência nos últimos anos, graças à evolução tecnológica que possibilitou processos como a impressão 3D e o corte à laser. Nesse âmbito, há o prêmio Chevron STEM Education Award, cuja edição deste ano premiou, em 2º lugar, o “Fabricating turtles to understand turtles”, do Pronto3D. O projeto consiste na elaboração de tartarugas de espécies do litoral brasileiro, algumas em extinção, para conscientizar crianças sobre a proteção marinha. A competição premia projetos educacionais direcionados a crianças na fase de ensino fundamental (6 – 12 anos), fornecendo os resultados finais em agosto, na conferência FAB15, no Egito.

    Continue a leitura » »


  • Credenciamento de Laboratórios Centrais Multiusuários

    Publicado em 22/08/2019 às 11:34

    A PROPESQ torna público o Edital de fluxo contínuo que visa ao credenciamento de Laboratórios Centrais Multiusuários, em aderência ao disposto na Resolução Normativa nº 01/2018/CPESQ, de 4 de março de 2018. O Edital terá validade no período de 20 de agosto de 2019 a 3 de julho de 2022.

    Mais informações podem ser verificadas no edital do programa:

    Edital PROPESQ nº 1-2019


  • Bolsas CNPq 2019/2020

    Publicado em 22/08/2019 às 10:34

    A Propesq informa que, em contato telefônico com o CNPq acerca da nota divulgada por esta instituição em 15/08/2019, sobre a suspensão de indicação de bolsistas, a orientação recebida foi para que não ocorra substituição de alunos, sob o risco de perda da bolsa pelo orientador, até confirmação de recomposição orçamentária do órgão.

    É importante ressaltar que a totalidade das bolsas disponibilizadas à UFSC pelo CNPq para o ciclo 2019/2020, nas modalidades de Iniciação Científica (PIBIC, PIBIC-Af e PIBIC-EM) e de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI), foram implementadas, com os aceites de bolsa confirmados pelos alunos indicados até a data de divulgação da nota.


  • Prêmio Fundação Péter Murányi – 2020

    Publicado em 21/08/2019 às 13:47

    A Pró-Reitoria de Pesquisa está recebendo até o dia 28 de agosto de 2019, às 14h,  inscrições para concorrer ao Prêmio Fundação Péter Murányi – 2020, que em sua 19ª edição será entregue na área de Alimentação. Os autores dos trabalhos vencedores receberão: troféu, diploma de menção honrosa e R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) para o primeiro colocado; certificado e R$ 30.000,00 (trinta mil reais) para o segundo colocado; certificado e R$ 20.000,00 (vinte mil reais) para o terceiro colocado.

    Os trabalhos serão julgados com base no caráter inovador, aplicabilidade prática e melhora da qualidade de vida das pessoas situadas abaixo do paralelo 20 de latitude norte, especialmente o Brasil.

    Os indicados ao Prêmio pela UFSC devem ter realizado obra de notório valor e de projeção na área de premiação.

    Para participar, o pesquisador deve ler o Edital e enviar para o-mail dp.propesq@contato.ufsc.br, os seguintes documentos, conforme item 03 do Edital:

    b) “Declaração de participação”, preenchida e assinada pelo autor ou representante da equipe e digitalizada, conforme modelo disponível em nosso site;
    c) “Formulário de participação”, preenchido pelo autor ou representante da equipe;
    d) “PDF do Currículo Lattes (ou similar) do(s) autor(es)”;
    e) “Síntese do trabalho” (em PDF), enviada em português, utilizando fonte arial 12 PT, respeitando-se o mínimo de 250 e o máximo de 800 palavras, contendo: objetivos, resultados, conclusão e aplicabilidade. Ao final da síntese deverá constar de 04 a 06 palavras-chaves.
    f) “Apresentação do trabalho” (em PDF): Documento de livre formatação e conteúdo, abordando aspectos relevantes do trabalho, suas metodologias, resultados, e quaisquer informações adicionais que o autor julgar conveniente, em português, espanhol ou inglês.

    A Carta de indicação do Colégio Indicador será assinada pelo Reitor, por intermédio da PROPESQ.


  • O Laboratório de Moluscos Marinhos da UFSC e sua influência na maricultura catarinense

    Publicado em 16/08/2019 às 11:03

    O crescimento das ostras depende de uma larva, chamada de semente ou matriz. O LMM é capacitado para produzir um grande rol de espécies de moluscos, cuja produção é vinculada com a cultura local e as condições climáticas e geográficas.

    O Laboratório de Moluscos Marinhos da UFSC (LMM) é essencial à prosperidade da Maricultura em Florianópolis. As sementes de ostras, por exemplo, dependem da produção em laboratório, considerando que na coleta natural não há volume de sementes para atender a demanda comercial. O laboratório produz demandas muito grandes, na casa dos milhões, cujos excedentes são comercializados e, por consequência, geram retorno financeiro. Apesar de existir um outro Laboratório privado em Florianópolis, a UFSC atende a maior quantidade de ostreicultores, fomentando o mercado local há mais de duas décadas. Na safra de 2016-2017, foram cerca de 217 vendas, que oscilam entre 50 mil e um milhão de sementes.

    No âmbito da pesquisa científica, o laboratório possibilita que a maior parte dos acadêmicos da engenharia de aquicultura realizem seus estudos em suas locações e, eventualmente, possibilita colaborações com pesquisadores de outras áreas, como biologia, engenharia de alimentos e engenharia sanitária. Segundo Claudio Blacher, que gerencia o LMM, a pesquisa é mantida, em grande parte, pela comercialização de excedentes, que proporciona retorno na estrutura do laboratório, fazendo com que o mesmo seja o maior do Brasil no setor de moluscos.

    Com fundação nos anos 90, o LMM especializou-se na reprodução e produção de moluscos bivalves e tem dedicado-se ao estudo de técnicas de reprodução da espécie Crassostrea gigas, popularmente conhecida como ostra do pacífico, e a Crassostrea gasar, uma espécie de ostra nativa. Nos últimos anos, mexilhões, vieiras, berbigões e outras espécies nativas também foram prioridade para o LMM.

    Continue a leitura » »


  • MCTIC publica portaria que implementa a Iniciativa Brasileira de Nanotecnologia

    Publicado em 15/08/2019 às 14:15
    Regulamentação da iniciativa criada em 2013 vai trazer maior efetividade e eficiência para os objetivos propostos.
    Por ASCOM
     

    Foi publicada na edição desta quinta-feira (8) do Diário Oficial da União a Portaria nº 3.459, de 26 de julho de 2019, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), que institui a Iniciativa Brasileira de Nanotecnologia (IBN). A IBN será o principal programa estratégico para incentivo da nanotecnologia no país.

    A IBN foi lançada em 2013 com com o objetivo de criar, integrar e fortalecer ações governamentais para promover o desenvolvimento científico e tecnológico da nanotecnologia, com foco na promoção da inovação da indústria brasileira e na prosperidade econômica e social. A publicação da portaria inicia o processo de preenchimento de uma importante lacuna no marco legal da nanotecnologia, como principal programa estratégico para incentivo do setor no país.

    Continue a leitura » »


  • Equipamento de soldagem da UFSC deve ultrapassar os disponíveis no mercado em alguns anos

    Publicado em 05/08/2019 às 08:00

    O Tartílope V-4, modelo de cabeçote de soldagem do LABSOLDA, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), é mais flexível e possui mais funções em relação aos mesmos equipamentos disponíveis no mercado. Os dutos offshore(na água) e onshore(em terra) são os materiais soldados pelo equipamento, que atualmente opera mecanizadamente (com pouca ação do operador), em evolução para plena automatização. Ainda não há previsão exata, mas  os trabalhos desdobram-se com o objetivo de que o cabeçote se torne mais robusto e apto a trabalhar em ambientes hostis de campo, e também incorpore um sistema de sensoriamento a laser, tornando o processo totalmente automático.

    Bancada de Soldagem Orbital – Tartilope V4

    Continue a leitura » »