FINEP homenageia a CERTI, a WEG e o presidente da FAPESC, Sergio Gargioni.

21/06/2017 10:30

A CERTI (Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras) foi uma das 12 organizações nacionais homenageadas pela Finep –  Financiadora de Estudos e Projetos, no evento que marcou os 50 anos de atividades relacionadas ao fomento à Ciência, Tecnologia e Inovação no país daquela instituição de fomento, nesta segunda-feira. Na ocasião, também foi homenageada a empresa catarinense WEG, e entre as 12 personalidades do setor prestigiadas, estava o presidente da FAPESC, Sergio Gargioni. No evento, que aconteceu no Museu do Amanhã e contou com a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, a Finep lançou selo e carimbo alusivos à data.

O Superintendente Geral da CERTI, José Eduardo Fiates, destacou a importância da parceria com a Finep, desde a criação da instituição catarinense. “Em 30 anos de relacionamento com a Finep, a CERTI executou 96 projetos que envolveram R$ 141 milhões em valores atualizados, dos quais R$ 81 milhões diretamente aplicados na CERTI em infraestrutura laboratorial, capacitação e modernização e desenvolvimento de projetos para empresas, e R$ 60 milhões transferidos diretamente a projetos de empresas de grande, médio e pequeno porte, especialmente em Santa Catarina”.

Durante a cerimônia, Fiates entregou ao presidente da Finep, Marcos Cintra, uma placa em homenagem ao cinquentenário da instituição e uma bandeira do Estado, assinada pelas principais organizações educacionais, tecnológicas, empresariais e de fomento catarinenses que, de forma direta ou indireta, foram beneficiadas pela Finep. Também foi distribuído entre os presentes um balanço do relacionamento entre a CERTI e a Finep, de 1984 a 2016.

Dentre os resultados apontados no documento, estão a capacitação em Tecnologia Industrial Básica de 25 mil profissionais da indústria nacional; o apoio tecnológico e de gestão a 140 empresas da incubadora CELTA; a inserção de 125 produtos inovadores no país; a capacitação e instalação de equipamentos em 86 laboratórios de Ciência e Tecnologia; e a construção do maior parque de inovação da América Latina, o Sapiens Parque, localizado em Florianópolis.

Janine Alves

Fonte: Notícias do Dia

Informações sobre a Chamada 2017 para Bolsas PQ e DT

14/06/2017 14:49

Com relação ao Edital Bolsas de Produtividade em Pesquisa (PQ) e de Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora (DT)/2017, o CNPq informa que as inscrições serão abertas, em data a ser confirmada, até o início de julho/2017.

Os recursos já estão garantidos, mas não haverá aumento no número de bolsas.

O atraso se deu por questões meramente técnicas internas (ajustes no sistema).

O Calendário de Avaliações será mantido, ou seja, o julgamento será em novembro/2017.

Professor de Física da UFSC faz parte de projeto internacional de mapeamento da Via Láctea

13/06/2017 17:13

Imagem aumentada do bojo galáctico registrada pelo telescópio VISTA no projeto VVV.

Saber a origem da vida no Universo e para onde vamos continua sendo uma questão para a humanidade. Pesquisadores astrônomos, como o professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Roberto Saito, trabalham para revelar aspectos ainda desconhecidos de nossa galáxia, a Via Láctea. Formado em física pela UFSC e com pós-doutorado na PUC Chile, o professor participa do projeto internacional VISTA Variables In The Via Láctea (VVV).  Junto deste grupo, Saito mapeou mais de 84 milhões de estrelas na região central da Via Láctea, o que resultou no artigo publicado em 2012.

O projeto VVV começou a ser formado em 2009, quando o European Southern Observatory (ESO – Observatório Europeu do Sul) abriu uma chamada pública para observação com o telescópio VISTA (Visible and Infrared Survey Telescope for Astronomy). Após a seleção realizada pelo ESO, um grupo de diferentes pesquisadores do mundo todo se reuniu para formar o VVV.

(mais…)

UFSC: Coleta Seletiva

02/06/2017 16:32

A Propesq se importa e apoia a ideia!

 

UFSC explica: COLETA SELETIVA

 

No Dia do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho, será lançada a primeira etapa da campanha “Coleta Solidária na UFSC”. Nesta edição do UFSC Explica, às vésperas da comemoração desse dia de conscientização e de proposição de novos comportamentos, a engenheira sanitarista e ambiental da Prefeitura Universitária (PU/UFSC), Sara Meireles, responde perguntas que contemplam o cenário da coleta seletiva no Brasil, dados sobre os resíduos gerados na universidade, informações sobre destinação adequada e sobre o trabalho dos catadores de materiais recicláveis, além de dicas para começar hoje mesmo a separar o lixo e informações em primeira mão sobre a campanha.

Sara é mestre em Engenharia Ambiental na área de Gestão e Gerenciamento de Resíduos Sólidos na UFSC, responsável-técnica pelo Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos da universidade e presidente da Comissão para a Coleta Seletiva Solidária da UFSC. Também colaboraram para essa edição a engenheira sanitarista e ambiental da PU, Branda Vieira, e as bolsistas do Projeto de Extensão “Educação Ambiental para a Implementação da Coleta Seletiva Solidária na Universidade Federal de Santa Catarina” do Núcleo de Educação Ambiental (Neamb), Bruna Moraes Vicente e Natália Silvério.

Leia a entrevista completa no site.

Fonte: Notícias UFSC

CAL e CEBIME sediam o curso “Proteômica como ferramenta analítica em biossegurança: Identificação de proteínas por MALDI-TOF/TOF”

25/05/2017 11:02

Entre os dias 08 e 19 de maio de 2017 o Departamento de Ciência e Tecnologia de Alimentos (CAL) do Centro de Ciências Agrárias (CCA) e o Laboratório Multiusuário de Espectrometria de Massa do CEBIME/PROPESQ da UFSC sediaram o curso “Proteômica como ferramenta analítica em biossegurança: Identificação de proteínas por MALDI-TOF/TOF” promovido pelo Centro Brasileiro-Argentino de Biotecnologia (CBAB/CABBIO).

O curso, coordenado pela Profa. Ana Carolina Maisonnave Arisi (CAL/CCA/UFSC), foi financiado pelo CNPq, Chamada CNPq/MCTIC/CBAB Nº 13/2016 e teve como palestrantes convidados a Dra. Martina Blank (bióloga do CEBIME/PROPESQ/UFSC), a Dra. Rosario Duran (Institut Pasteur de Montevideo/Uruguai), a Dra. Silvina Fadda (CERELA CONICET – Tucuman/ Argentina), o Dr. Pedro Alexandre Valentim-Neto (CAL/UFSC) e o Dr. Emanuel Maltempi de Souza  (Núcleo de Fixação de Nitrogênio/ UFPR).

Mais informações no site do CEBIME/Propesq.

Fonte: CEBIME – Laboratório Central de Biologia Molecular Estrutural

Pesquisa mostra que o domínio da língua aprimora o aprendizado em todas as áreas do conhecimento.

17/05/2017 08:38

Um estudo realizado com estudantes do ensino superior, na França, mostrou que aqueles que desenvolvem domínio da língua aprimoram os conhecimentos em todas as disciplinas, incluindo as científicas.

O domínio da língua influencia positivamente o desempenho acadêmico, aponta um estudo com alunos do primeiro ano de economia e gestão das universidades Paris-Est Marne-la-Vallée e Lille 1, entre 2011 e 2014, publicado em maio 2017, em sua versão final.

De acordo com Yannick A. Horthy, professor universitário e co-autor do estudo intitulado Devemos incentivar os alunos a melhorar a sua ortografia?,  “O resultado é claro: melhorar o domínio da língua pode produzir um efeito significativo sobre os resultados de aprendizado”.

Esta é a primeira vez que a ligação entre o domínio da língua e resultados favoráveis no aprendizado é estudado no ensino superior, o assunto já havia sido abordado na escola primária e secundária.

Leia a matéria jornalística, em francês, no site.

O artigo científico (em inglês) se encontra na TEPP Working Paper.